"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos,
 e não tivesse amor, seria como o metal que
 soa ou como o sino que tine. 
E ainda que tivesse o dom de profecia,
 e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência,
 e ainda que tivesse toda a fé,
 de maneira tal que transportasse os montes, 
e não tivesse amor, nada seria".

2 comentários:

*Mi§§ §impatia* disse...

Ah tô mundo azeda pra falar de amor hoje....e to gripadona, um febrão......toda lascada , afffffff
E vc como ta amiga?te amooooo bjsssssssss

Bandys disse...

O amor não conhece sua intensidade ate a hora de sua separação. Gibran Khalil Gibran

Mil Beijos Neguinha