Pessoa...






Tu, Místico
Alberto Caeiro/ Fernando Pessoa
Tu, místico, vês uma significação em todas as cousas.
Para ti tudo tem um sentido velado.
Há uma cousa oculta em cada cousa que vês.
O que vês, vê-lo sempre para veres outra cousa.
Para mim, graças a ter olhos só para ver,
Eu vejo ausência de significação em todas as cousas;
Vejo-o e amo-me, porque ser uma cousa é não significar nada.
Ser uma cousa é não ser susceptível de interpretação.

2 comentários:

Colecionadora de Silêncios disse...

Olá!

Obrigada pela visita.

Adorei o seu espaço... Fernando Pessoa é (...) (tem algum adjetivo que possa expressar o que esse homem é, foi e será?)

Brilhantismo, é a palavra que me vem a cabeça.

Sigo-te tb!
Beijos

*Mi§§ §impatia* disse...

Hummmm vc hoje tá profunda heim?ai ai rss
te amooooooooo bjssssssssss