Por um lado, ter um inimigo é muito ruim. Perturba nossa paz mental e destrói algumas de nossas coisas boas. Mas, se vemos de outro ângulo, somente um inimigo nos dá a oportunidade de exercer a paciência. Ninguém mais do que ele nos concede a oportunidade para a tolerância. Já que não conhecemos a maioria dos cinco bilhões de seres humanos nesta terra, a maioria das pessoas também não nos dá oportunidade de mostrar tolerância ou paciência. Somente essas pessoas que nós conhecemos e que nos criam problemas é que realmente nos dão uma boa chance de praticar a tolerância e a paciência.

Dalai Lama

5 comentários:

Anônimo disse...

ah sempre achei o máximo esse velhinho alucinado! ele sabe das coisas... paciência até ver seus cadáveres passando no rio ...

*Mi§§ §impatia* disse...

Ah eu tenho uma inimiga mortal, e nem preciso te dizer quem eh ne? rs
bjssssssss te amooooooooooo

Atreyu disse...

Inimizade não rola! Meu negócio é somar não dividir @@
\o/

#PAZNOW!

ღPat.ღ disse...

Nossa! inimigo é uma palavras muito forte e penso coisas ruins, sangrentas e malditas. Não consigo associar de forma diferente.

Nunca tive um inimigo(a). Já tive divergências sim, mas com pessoas que eu conheço muito - tipo família /alguns colegas ao longo da vida - mas divergência e não ódio e raiva ao ponto de chamar inimigo(a).

Penso que toda pessoa que guarda sentimentos tão fortes de raiva por alguém, prejudica somente ela mesma. Dá-nos um mal estar horrível e nada apetece por ficar com este cancro em emoções. Acredito sempre que resolver o problema é melhor. falar diretamente e não deixar rastros ruins. Fendas entre as pessoas que possam escorrer águas sujas.

Achei muito legal este post, Nega. Abordas um assunto do qual tratamos todos os dias, muitas vezes desconhecido: o ser humano!

Minha admiração.

EU SOU NEGUINHA disse...

Pat..
concordo contigo,o odio,envenena,nos seca por dentro,nos torna infelizes...
Realmente é o pior sentimento do mundo..
Beijos menina linda
Nega