SANATANA DHARMA
Sanatana Dharma, também é conhecida como a religião dos hindus e é muito mais que uma religião, é uma orientação de vida que cobre a jornada da alma antes e após seu nascimento em corpo físico, bem como após a chamada morte. É o oceano para o qual todas as religiões fluem como rios que saciam a sede da humanidade. É tão antiga quanto a humanidade.
É sabedoria superior revelada aos homens e consolidada nos Vedas que são as escrituras sagradas da Índia que tratam de todos os ramos do conhecimento. Não é estática, ao contrário é tão dinâmica, que se adapta naturalmente as necessidades dos tempos.
Revela um saber tão profundo sobre a psique humana que a ciência atual mal consegue tocar sua superficialidade. Para aqueles que possuem a chave de seus códigos disponibiliza os ramos mais ocultos do conhecimento que leva à liberação do homem.
O conceito sobre o qual repousa o Sanatana Dharma é o do sat – chit – ananda (conhecimento/sabedoria – existência/vida –/felicidade/bem aventurança), que é característico da divindade. Agrupa as leis eternas da criação divina, dirigem o homem no sentido da realização da natureza humana e da natureza divina intrínsecas à sua individualidade em particular e à humanidade em geral.
O Sanatana Dharma ensina que da mesma forma que o calor faz parte da natureza do fogo e o frio faz parte da natureza da água a felicidade é nossa qualidade natural.
O sofrimento é uma qualidade adquirida como o calor é adquirido pela água quando esta é aquecida. Quando o calor desaparece da água quente esta readquire sua qualidade de frescor. De forma semelhante quando o sofrimento desaparece de nossas vidas a qualidade natural de alegria retorna a nós.
Outro aspecto que fundamenta o sanatana dharma, se refere a questão da vida e da morte e diz que para qualquer objeto vivente a vida é natural e não a morte, que é por causa disso todos anseiam fortemente pela vida e temem a morte.
Vida ou existência é consciência e o conhecimento está intimamente associado a ela. A compreensão desse conhecimento conduz à mais alta expressão da verdade e do amor, que se traduz na vida cotidiana de cada ser humano como uma profunda e contínua percepção da sua unidade com todos os seres conscientes e não conscientes.
Neste estágio o homem se torna realmente humano entendendo que não existe dor ou alegria, vida ou morte de nada nem de ninguém, que não faça parte de sua dor, alegria, vida e morte. Assim está aberto o caminho para sua divinização, que a tradição védica, ao contrário da tradição ocidental, considera que é o caminho natural, mais fácil e mais rápido para alcançar a felicidade É como o esforço necessário para nadar a favor da correnteza no rio da vida.
Sanatana Dharma não é o mesmo que hinduismo, embora normalmente se confunda com ele. Essa confusào acontece frequentemente porque a base do hinduismo - ou seja da religião dos hindus - está nos Vedas e o alicerce dos Vedas é o Sanatana Dharma.
Todavia Sanatana Dharma está acima de todas as religiões e filosofias, é a lei cósmica que rege o ser humano e todos os outros seres, que rege o planeta, o sistema solar, a galaxia e o universo.
Não é antigo, nem novo, é absolutamente atemporal. É a essência da vida: na criação, manutenção e destruição de tudo o que se move e o que não se move em todos os universos.
É o Babaji se manifestando como maha shakti ( a grande energia, a grande deusa), a grande lei.
Bhole Baba Ki Jay!
Rajindra - Devota de SRI 1008 MAHAVATAR BABAJI

Namastê
O deus que habita e mim saúda o deus que que habita

2 comentários:

Nanda Assis disse...

nossa estas tuas ultimas matérias esta bem legal, cheia de ensinamentos, muita coisa eu nem sabia e adorei saber. parabéns.

bjosss...
(`'•.¸(`'•.¸¸.•'´)¸.•'´)
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(\__/)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(=':'=)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(")_(")¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
(¸.•'´(¸.•'´`'•.¸)`' •.¸)'

Vladir Duarte disse...

Que bom poder aprender um pouco de culturas tão diferentes... gosto muito disso!

Valeu!