No dia em que a flor de lótus desabrochou

A minha mente vagava, e eu não a percebi.

Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.

Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.

Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro

De um perfume no vento sul.

Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.

Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.

Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim

Que ela era minha, e que essa perfeita doçura

Tinha desabrochado no fundo do meu coração." ઇ‍ઉ -- Tagore

3 comentários:

Ricky Bar disse...

ANJO NEGRO
Quem nunca sonhou em ser o teu Anjo?
Sonho... doce, sedutor???
Não sei...
Você me surpreende.
Não consigo te esquecer
Nas noites vivo no teu prazer.
Teu Anjo Negro da guarda
Alivio as tuas dores, o teu cansaço
Protejo teus pensamentos...
Sei que conhece a realidade, a mais cruel.
Abençôo-te e te livro da dor
Tem em seu Anjo um ser fiel!
Teu Anjo Negro desconhecido.
Que quando menos espera, seja cedo ou tarde,
Mesmo nas incertas passagens estou ali, presente
Mesmo que no seu inconsciente.
Teus sentidos, tua existência me é especial.
Sem tragédias.
Tua verdade é soberana
Letal.
Total.
Fatal.

Marcos Campos disse...

Hey!!
Lindo isso!!
Beijos!

Murillo disse...

Que lindo, Nandica.